part

Série Cervejeiro Empreendedor – Qual o tipo de material para o rótulo da minha cerveja artesanal?

25 fevereiro 2016
Nenhum comentário
2.644 Viram

E o tipo de garrafa? Perguntas como essas são cruciais para produzir o rótulo ideal para a sua cerveja artesanal. Acompanhe as respostas e as dicas que preparamos para você, cervejeiro empreendedor.

No nosso primeiro papo da Série Cervejeiro Empreendedor, conversamos sobre a criação do rótulo e da sua importância para destacar sua cerveja aos olhos do consumidor. (Leia o texto Como criar um rótulo aqui.) Dessa vez, pautamos um assunto tão importante quanto: a produção do rótulo. De nada adianta uma embalagem incrível se a impressão, o papel ou o filme plástico não forem de qualidade.

 

Peraí, papel ou filme?

 

Destacamos dois tipos de material para rótulos: os papéis e os filmes de polipropileno. Mais barato, a primeira opção, o papel, tem uma durabilidade mais baixa. Os rótulos em papel são indicados para grandes produções, quando o produto tem uma vida útil curta. Geralmente, o papel não é indicado quando o produtor pretende reutilizar as garrafas, já que esse material deixa muitos resíduos. (Já tentou tirar um papel de uma garrafa?)

 

Composto por um filme plástico de alta resistência, o polipropileno tem uma resistência superior. Conhecido também como BOPP, sigla para “bi-axially oriented polypropylene”, esse material é indicado também para embalagens flexíveis.

 

Qual desses materiais é mais caro?

 

Restringindo a pergunta apenas ao tipo de material, o papel é a opção mais barata. No entanto, por exigir o manuseio mais detalhado, o produtor pode perder sua economia aí. Isso porque o BOPP é facilmente aplicado, exigindo menos horas de trabalho. Ele também dispensa qualquer outro tipo de material para sua aplicação, além daqueles que já são usados no processo de lavagem e esterilização da embalagem.  

 

Então, qual o material mais indicado para o meu rótulo?

 

A resposta para essa pergunta depende da finalidade da sua cerveja. Como falamos no início dessa nossa conversa, o papel é indicado para grandes produções, enquanto o BOPP para produções menores e específicas.  Para você, produtor de cerveja artesanal, que deseja destacar o seu produto das demais cervejas, o polipropileno tem mais duas boas vantagens. A primeira está relacionada às várias opções do tipo de material, entre branco, metalizado e transparente. Ou seja, dá para criar um rótulo incrível pensando na sua impressão em material metalizado, por exemplo. Já pensou?

 

A segunda vantagem está relacionada à reutilização da garrafa. Atualmente, os produtores contam com filmes BOPP “permanentes”, capazes de suportar todo o processo de lavagem. Esses rótulos são tão resistentes que chegam a durar cerca de 30 reutilizações da mesma garrafa.

Ou seja, mesmo sendo mais caro comparado ao papel, o investimento compensa, já que você, cervejeiro, ganha duas etapas no processo produtivo: na rotulagem e na lavagem da garrafa.

 

E qual o melhor tipo de garrafa?

 

Assim como o tipo de adesivo, essa resposta também depende do seu objetivo. Hoje, contamos basicamente com quatro modelos de garrafas, além das longnecks padrão e bujão:

  • O tradicional (600ml da Skol, por exemplo);

skol

  • O robusto como um bujãozinho;

bujão

  • O inglês;

ingles2

  • O alemão.

IDShot_540x540

Alguns modelos também estão disponíveis nas versões verde e transparente, cada uma tem seu charme e, principalmente, sua relação com o público. Antes de escolher o formato, lembre-se que a logística e o trasporte como um todo podem alterar o sabor da sua cerveja. Pense também em como será a experiência entre seu consumidor e sua cerveja. Relacione essa sensação desejada com a embalagem e pronto. Você chegará a resposta para essa pergunta.

Redondo, quadrado? Qual o melhor formato e tamanho do rótulo para a minha cerveja?

Outra resposta que depende da experiência que você, produtor de cerveja artesanal, queira proporcionar ao seu consumidor. Quadrado ou redondo, triangular ou com um formato surpreendente, não importa, desde que você pense com muita cautela em relação ao acabamento e as facas especiais. Tome cuidado para que o rótulo criado não fique torto e, principalmente, que sua aplicação seja viável pelas máquinas rotuladoras.

Um efeito bastante interessante é a impressão hot stamp (ou hot stamping) capaz de produzir uma aplicação metalizada. É bem utilizado e pode ser o grande diferencial do seu rótulo.

Outro detalhe importante: as garrafas são arredondadas. Ou seja, tome cuidado com a largura, pois o rótulo pode esconder informações importantes, deixando-as nas laterais. Não podemos contar que o consumidor irá pegar a garrafa para apreciar todas as informações. Facilite o processo. 😉

Está na hora de transformar o seu hobby em um bom negócio. Somos especialistas em cerveja e na criação de rótulos. Converse com a gente, tire sua dúvida e prepare-se para faturar com a sua paixão.



Nenhum comentário


Deixe um comentário

Saindo do forno…


Fale com nossa equipe


Adoramos a sua visita!

Será um prazer te receber para tomar um café e conversarmos sobre presença digital. Você também pode nos ligar no (31) 3411.1540 ou nos enviar um e-mail no part@part.com.br

mande uma mensagem

  • Facebook
  • instagram
  • Google Plus