part

Landing Pages: saiba o que são e como elas são úteis em sua estratégia inbound

24 setembro 2014
Nenhum comentário
1.250 Viram

Se você está desenvolvendo uma estratégia de inbound marketing, alguns termos certamente são frequentes no seu trabalho diário: geração e nutrição de leads, conteúdo, funil de vendas, conversão, dentre outros. Todos esses conceitos são inerentes às atividades de inbound, e um dos mais importantes é o que abordaremos neste artigo: as Landing Pages.

Landing Pages são peças-chave para qualquer estratégia de inbound marketing. A seguir destrincharemos esse conceito, formas de testar sua eficiência, aumentar o volume de dados coletados e otimizar a conversão de forma geral.

O que são Landing Pages

O inbound marketing muitas vezes é traduzido para o português como “marketing de atração”. Isto significa que são desenvolvidas estratégias de conteúdo, SEO, campanhas de links patrocinados, posts em mídias sociais com imagens cuidadosamente escolhidas – enfim, diversas ações para que a atração de prospects ocorra de fato.

É aí que entram em cena as Landing Pages. Quando um potencial cliente é atraído para o site, a Landing Page é a página de entrada deste usuário. Ela deve estabelecer uma clara conexão com o link que o remeteu ao site, entregando de forma clara e direta o que foi prometido na origem.

A Landing Page é uma página que aborda de forma bastante objetiva o tema a que se propõe, conduzindo o usuário sempre à conversão pretendida. Normalmente o objetivo da LP é gerar um lead, e para isso deve oferecer valor ao prospect, o que costuma ser feito através da oferta de algum conteúdo relevante (como um e-book, por exemplo).

Existem diversos motivos que levam um prospect a uma Landing Page: baixar um e-book, obter descontos, fazer indicações de amigos, entre outras. Qualquer que seja o propósito da sua LP, ela deve orientar o usuário à conversão para que se torne um lead.

Para isto, a página deve ser clara, objetiva e não deve conter qualquer tipo de elemento que possa desviar a atenção do usuário, pois isto impacta diretamente na taxa de conversão.

Coletar dados dos clientes por partes

O valor de um lead pode ser medido em grande parte pela quantidade de informações que ele deixa ao se cadastrar em seu site. Para tornar o processo mais rápido e aumentar a conversão, a maioria das Landing Pages utiliza como estratégia solicitar o mínimo de informações possível, normalmente apenas nome e e-mail.

Contudo, imagine o quanto seria mais fácil para o seu time comercial receber, além destes dados, o telefone, cidade, cargo e porte da empresa do lead, por exemplo. Para aumentar o volume de dados coletados, uma boa estratégia é fazê-lo por partes: num primeiro contato você solicita o nome e o e-mail; em uma landing page diferente, o cargo e o nome da empresa e assim sucessivamente. A captação é feita de forma gradual e sem desestimular a conversão do lead.

Este tipo de processo demanda um software de automação, algo que você pode considerar entre seus investimentos de marketing digital.

Teste A/B

Falando em conversão, o design da Landing Page é obviamente outro fator decisivo nesse aspecto. A interação humana com uma página da web varia de indivíduo para indivíduo, e pode ter resultados sensivelmente diferentes provocados por nuances que muitas vezes são detalhes.

Isto inclui a forma e o conteúdo dos títulos e calls to actions, cores, contrastes, tamanho e posicionamento dos elementos da página. São tantas variáveis e possíveis resultados que nem designers muito experientes podem ter certeza de que um determinado layout realmente é a melhor opção para aquele objetivo.

Para isto existem os testes A/B. Eles são conduzidos através da comparação de duas versões diferentes de elementos específicos de uma página, em períodos similares e com públicos similares. Exemplo: uma página é testada com dois textos diferentes para o call to action, sendo um “solicite agora o material gratuito” e outro “baixar grátis”. Como dissemos, as diferenças podem parecer sutis (e muitas vezes realmente são), porém, em muitos casos, representam significativas alterações na taxa de conversão da página.

Otimizar campanhas de links patrocinados

Para ações de links patrocinados, nas quais se paga por cliques, as Landing Pages bem planejadas e eficazes impactam diretamente também no custo das campanhas, e não apenas nos seus resultados.

Seja criterioso e garanta que os textos dos anúncios e o conteúdo das Landing Pages estejam alinhados e permitam que o usuário os associe numa fração de segundo. Faça também com que a oferta do anúncio, que atraiu o visitante para o site, seja cumprida de forma imediata e clara na Landing Page. Você pode, também, considerar o investimento em uma consultoria para otimização de conversão.

Cumprindo estas etapas e investindo em um layout de qualidade, que transmita credibilidade ao mesmo tempo em que conduza o usuário à conversão, suas campanhas de links patrocinados certamente obterão um ROI muito mais alto.

Conclusão

Quando se pensa numa estratégia de inbound marketing, o conteúdo de qualidade surge como prioridade na cabeça dos planners. Não se pode dizer que estejam errados, mas a Landing Page não pode ser considerada menos importante.

Forma e conteúdo servem perfeitamente ao objetivo do projeto quando são trabalhados de forma conjunta. A Landing Page é a forma que o seu conteúdo precisa para transformar um prospect em um lead. Daí em diante é com o seu time de vendas.

A Part é uma agência digital com um portfólio de diversos clientes em inbound marketing. Seja para a elaboração da sua Landing Page ou da estratégia como um todo, estamos prontos a colaborar com os seus objetivos!

 



Nenhum comentário


Deixe um comentário

Saindo do forno…


Fale com nossa equipe


Adoramos a sua visita!

Será um prazer te receber para tomar um café e conversarmos sobre presença digital. Você também pode nos ligar no (31) 3411.1540 ou nos enviar um e-mail no part@part.com.br

mande uma mensagem

  • Facebook
  • instagram
  • Google Plus