part

6 coisas que sua marca não pode deixar de fazer em 2016

27 janeiro 2016
Nenhum comentário
1.306 Viram

O Carnaval já passou e você tem aproximadamente 11 meses para dar a virada que a sua marca precisa. Sabemos que 2015 não foi um ano fácil, mas, se tem uma coisa que a gente sabe também, é como a crise pode ser transformada em oportunidade. Para sair na frente e enfrentar a maré, sua empresa precisa antecipar o futuro e surpreender seus consumidores. Bom, a gente não tem bola de cristal, mas está de olho nas tendências de 2016 para que sua marca decole.

Até então o que era tendência nos anos anteriores fincou raiz e se tornou prática para este novo ano. O conteúdo é um bom exemplo. As pessoas estão cada vez mais consumindo conteúdo gerado pelas marcas e exigem uma experiência mais personalizada e próxima. Chega de conteúdo padrão. As pessoas querem uma conversa franca, querem ser chamadas pelo nome.

Quer saber mais? Dê só uma olhada no que sua marca PRECISA fazer em 2016 para assegurar uma presença não só digital como na vida das pessoas.

1 – Explorar conteúdo visual

Se você fala com um vídeo, você fala muito melhor, olho no olho e gera muito mais empatia. As pessoas consomem vídeos na internet com muito mais facilidade. Apenas pelo Facebook, mais de 1 bilhão de vídeos são assistidos (65% deles através de dispositivos móveis) em um dia. Sem falar que o número de redes sociais específicas para esse formato já são a preferência do público mais jovem. Snapchat, Boomerang, Periscope e muitas outras mídias já são favoritas. (Já falamos de algumas delas aqui!) Grandes marcas já marcaram presença. E você vai ficar pra trás?

Para quem acha que o formato de vídeo é ainda um artigo de luxo exclusivo para as grandes empresas, a gente tem um bom argumento: os vídeos nas plataformas de vendas e-commerce aumentam o tamanho dos carrinhos por 174%.

2 – Explorar (mais ainda) o conteúdo visual

Se você ainda não se convenceu, criamos mais este tópico para falar como imagens e vídeos podem te dar uma forcinha também nos sites de busca. Sabia que, a partir deste ano, o conteúdo visual terá mais importância do que a otimização de palavras chave? Sim! Até o gigante Google se rendeu. Ou seja, ao priorizar o conteúdo visual do seu site, você também melhora a sua colocação. Isso porque as atualizações do algoritmo do Google têm dado prioridade ao conteúdo de alta qualidade. Os motores de busca utilizam o ranking orgânico analisando quanto tempo um usuário fica em um site (chamado “Dwell Time”), e quantos cliques eles fazem no resto do site para avaliar o valor da informação de um site. Com um vídeo explicativo sobre as funcionalidades do seu produto, por exemplo, você conquista mais minutos no seu site e, com certeza, um cliente mais satisfeito.

Aqui, na Part, fizemos um vídeo explicando todas as possibilidades de uma agência digital. Em menos de 2 minutos, é possível conhecer um pouquinho da agência e do que podemos fazer pelo seu negócio.

 

3 – Garantir uma experiência personalizada aos seus clientes

Um dos piores inimigos da sua marca é a frustração. A relação entre o público final e uma empresa começa antes mesmo do consumo do produto. Você acha que seus clientes têm uma boa experiência com sua marca em um site de busca, por exemplo? Em pesquisa apresentada pela HubSpot, 74% dos consumidores se frustram com os sites quando o conteúdo apresentado não tem nada a ver com os seus interesses. Não adianta ser o primeiro no Google se a experiência for ruim.

Além de garantir um conteúdo satisfatório e relevante no seu site, a atuação da marca nas redes sociais também pode (e deve!) ser cada vez mais personalizada. Respostas padrão estão proibidas. Na atuação nas redes, quando mais próxima (e atenta ao eu o cliente quer), mais encantadora será.

4 – Pensar Mobile

A gente já conversou muito sobre isso no blog (leia, se ainda não leu, o artigo Sua marca precisa pensar mobile. Vale a pena!). Neste ano, os dispositivos móveis não são mais chamados de “segunda tela” em muitos países do mundo. 75% das entradas no Facebook são originados da publicidade móvel (para celular). No brasil, este número é menor mas está crescendo rapidamente. Cada vez mais, as pessoas fazem compras em lojas físicas com um celular a tiracolo para comparar preços e checar as avaliações de um produto, por exemplo.

A empresa Cisco prevê que, em 2020, cerca de 50 bilhões de dispositivos estarão conectados na Internet. Sabe o que isso representa? Esse número é 7 vezes a população da terra.

5 – Identificar os influenciadores

Outra pauta que já rolou aqui no blog (já leu?). Sabia que 3% das pessoas influentes geram 90% do impacto online? Já não se trata do creme Monange contratando a Xuxa.

xuxa monage

Estamos falando de influenciadores digitais, como blogueiros e vlogueiros, pessoas com grande influência online, com muitos seguidores e a capacidade de ditar tendências. Porta dos Fundos, por exemplo, tem um jeito ímpar de fazer publicidade.

Só esse vídeo para o produto Danette, quase 3 milhões de pessoas foram impactadas.

6 – Estar presente em uma busca

Fato! Se você não aparece no Google, você não existe. Usar os mecanismos de busca já é um comportamento padrão de cerca de 75% dos brasileiros que possuem smartphone, segundo a pesquisa Deep Dive on Mobile Consumer Behaviour, 2015. Além das estratégias de SEO (demos muitas dicas aqui no blog. Clique aqui para conferir nossas dicas de SEO!), você pode aproximar sua loja física do seu público ainda nessa busca. Sua marca pode perder venda se o potencial comprador precisar entrar em seu site para conferir o telefone, endereço ou o horário de funcionamento.

Para dar essa força aos seus consumidores a encontrar suas lojas, o Google oferece algo simples e eficaz: location extensions. Quando seu consumidor fizer a busca por localização, chamada de “próxima a mim”, sua marca aparecerá com todo os dados no momento certo.

De acordo com o estudo apresentado pelo próprio Google  “Consumers in the micro-moments no Brasil”, as buscas por “próximo a mim” cresceram 3.4 vezes no país entre janeiro e junho de 2015 em relação ao mesmo período de 2014. Ainda segundo a pesquisa, 83% dos brasileiros utilizam um mecanismo de busca quando procuram uma empresa por perto.

Então? Está preparado para o novo ano? Estamos prontos para atender à sua marca em 2016. Fale com a gente.



Nenhum comentário


Deixe um comentário

Saindo do forno…


Fale com nossa equipe


Adoramos a sua visita!

Será um prazer te receber para tomar um café e conversarmos sobre presença digital. Você também pode nos ligar no (31) 3411.1540 ou nos enviar um e-mail no part@part.com.br

mande uma mensagem

  • Facebook
  • instagram
  • Google Plus